A Câmara Municipal de Pirenópolis confere, por unanimidade, Titulo de Utilidade Pública para a APHC

0
236

Ontem, durante a terceira sessão da quinta reunião extraordinária da Câmara de Vereadores de Pirenópolis, foi aprovado, por unanimidade, em segunda votação, o Projeto de Lei – 094, que declara de Utilidade Pública a APHC ( Associação Pro-Habitação e Cidadania de Pirenópolis).

Conforme Maria Rosa de Marchi, advogada e Presidente da APHC, a associação está dando visibilidade para a população carente que não tem quem fale por eles. “Estamos nessa luta já há alguns anos e estamos atingindo nossos objetivos aos poucos. Já obtivemos credenciamento, como entidade civil pela AGEHAB e agora tivemos mais esse avanço”, explicou.

“O reconhecimento de utilidade pública é resultado dos trabalhos que a APHC vem desenvolvendo na luta por moradia digna à população menos favorecida da nossa cidade. Agradecemos aos vereadores que analisaram o processo e todos os trabalhos desenvolvidos e concluíram pelo apoio integral à entidade. O título de Utilidade Publica é importante porque credencia a ONG na busca de recursos federais, estaduais e municipais, uma vez que as famílias de baixa renda não têm qualquer condições de adquirir sua casa própria, um direito constitucional de moradia, pois os preços em Pirenópolis estão muito altos e elas sofrem com os preços exorbitantes dos aluguéis. Para nós é muito importante ter esse título de utilidade pública”. ressaltou a presidente.

Ela agradeceu também o Vereador Tom Coca Cola que subscreveu o projeto de Lei, o vereador Edilberto que relatou favoravelmente o pedido, que inclusive foram conhecer a Associação com a Presidente da Câmara: Ana Abadia( Lola). Agradeceu as falas de apoio durante a Secção de Votação dos vereadores que se manifestaram.

São 636 famílias associadas até o momento. Para Eveline Lemos, associada da APHC desde o início da fundação há sete anos, essa aprovação dá um pouco mais de esperança na aquisição da casa própria. “Meu sonho tá começando a virar realidade”, disse.

A atual presidente revela que a APHC iniciou com 78 associados(sócios fundadores), tem atualmente 636 famílias, e em agosto serão reabertas novas inscrições. “Pirenópolis tem algumas áreas possíveis de serem destinadas à moradia popular e estamos desde a fundação atuando junto aos governos federal, estadual e municipal visando concretizar nossos objetivos”, enfatizou Maria Rosa.

A sede a da APHC – Associação Pro-Habitação e Cidadania de Pirenópolis fica localizada na Rua Nova 24 – A – Centro Histórico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here