Devido ao aumento vertiginoso de animais abandonados, um grupo de voluntários se organiza para tentar apoio junto ao Poder Público e autoridades de Pirenópolis

0
220

 

Os cães são os melhores amigos do homem, mas o homem é o que do animal? Alguns tratam os animais como simples coisas, mas não podemos generalizar. Porém podemos dizer que os maus-tratos ficam mais evidentes a cada dia.

Hoje(26), às 18h00, integrantes de um grupo de voluntários se reunirão, no Centro de Atendimento ao Turista(CAT), para tratar de assuntos referentes​​ a proteção e o bem-estar dos animais que vivem nas​​ ruas.

Essa reunião será na tentativa de elaborar e​​ apresentar​​ um​​ plano de ações em combate ao abandono e maus tratos, além de buscar​​ apoio para a castração, vacinação e talvez, com muita ajuda, tirar os animais das ruas.

Conforme Jaqueline Vidal, uma das voluntárias, o objetivo da reunião é também para elaboração de​​ uma cartilha para educação da população,​​ alertando sobre os crimes contra os animais. ”Temos que nos organizar, delegar funções, ciar​​ um cronograma de ações.​​ Vamos protocolar nosso manifesto​​ e o plano de ações,​​ sobre a questão crítica dos animais​​ nas ruas​​ que se agrava no inverno. Com a organização do grupo de voluntários, poderemos cobrar mais das autoridades. Primeiramente iremos​​ protocolar o documento, para que ele chegue nas mãos do prefeito​​ e dos secretários de Saúde e Meio Ambiente e estabelecer um prazo para que nos deem uma resposta positiva, caso isso não aconteça, iremos no Ministério Público com o número do protocolo”, explicou Jackie Vidal.​​ 

A Organização Mundial da Saúde estima que só no Brasil existam mais de 30 milhões de animais abandonados, entre 10 milhões de gatos e 20 milhões de cães. Em​​ Pirenópolis, não​​ existe um levantamento, mas sem dúvida alguma, são muitos, a cada conto que se olha tem um cão faminto, doente e abandonado, o que piora a situação é a omissão do Poder Público, nem sequer tem um Centro de Zoonoses para amenizar o problema.​​ ​​ 

O Brasil não tem leis efetivas para defender os animais, principalmente de maus-tratos, o que já existe em outros países. Enquanto o exemplo não é seguido, cabe a pessoas tentarem​​ minimizar o abandono, mesmo que seja de maneira improvisada.​​ Que tenha compaixão, piedade.​​ 

Enquanto uns fazem de tudo para ajudar, outros caminham no sentido inverso, mas a​​ mobilização de voluntários tem salvado a vida​​ de muitos animais em situação de abandono.

Combater o problema é fundamental. Mais importante ainda é não deixar que ele aconteça. Sabemos que todos precisam ter direito a vida e nós humanos com certeza somos minoria perante aos demais habitantes da Terra. Por isso,​​ devemos respeito.

Talvez o homem seja o único ser que invada o território do outro. Que agrida sem ser ameaçado. Que abandona sem ter motivo. Que maltrata sem justificativa e que tem a capacidade de racionalidade, mas não usa.

 

Parceiro:

C:\Users\work\Downloads\WhatsApp Image 2019-06-02 at 15.33.18 (2).jpeg

Especialidades médicas:​​ 

Ortopedia

Pediatria

Dermatologia

Clínica Geral

Ginecologia

Obstetrícia​​​​ 

Psiquiatria

Psicologia

Nutricionista

Nutrologia

Neurologia

Angiologia Vascular

Cardiologia

e​​ outras

Exames

Raio X​​ Digital

Ultrassom 3D

Desintometria Óssea

Eletroencefalograma

Mapeamento Cerebral

Holter 24 h

Mapa 24 h

Eletrocardiograma

Espirometria Digital

Telefones para agendamentos: 3331 – 4338/ 98174-2546

Endereço: Rua Pireneus(em frete ao Hospital Estadual Ernestina

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here