RIO DAS ALMAS PEDE SOCORRO

0
2164

https://scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net/v/t1.15752-9/31880836_1308943375873700_3389103395569664000_n.jpg?_nc_cat=0&oh=b356c8a11ccf26ecfcd7df9ca481478c&oe=5B8BA164

 

Ano a ano, o baixo nível d´água do Rio das Almas vira manchete nos principais jornais do País, pois está evidente que a situação está ainda mais crítica. Inúmeras ações praticadas pelo homem estão deixando a população e ambientalistas bastante preocupados. Contudo, se acompanharmos as irregularidades ​​ iremos perceber que elas dão início próximo à nascente localizada no Parque dos Pireneus. A situação é bastante grave, por o Almas possui uma imensa extensão, corta a cidade Pirenópolis e vai pelo estado de Goiás adentro.

Basta seguir o leito do Rio para constatarmos o caos, são inúmeros loteamentos, mal uso da água, poluição, desmatamento​​ e superpopulação que vêm contribuído muito com os impactos ambientais que assolam o Rio das Almas.​​ Em outras cidades,​​ por exemplo,​​ ​​ como Ceres e Rialma, o Rio vem sofrendo intervenções irregulares de bombeamento de água para irrigação de jardim, piscinas naturais, hortas. Para piorar ainda mais, imensos motores foram instalados dentro do Rio para extração d´água para irrigação da plantação de cana​​ de​​ açucar, da usina CRV Industrial do Carmo do Rio Verde, na região do Vale São Patrício, próximo as cidade de Ceres.​​ Naquela região, o Rio​​ baixa em 50% do volume de água, uma situação bastante preocupante na época da estiagem.

A imagem pode conter: céu, atividades ao ar livre, natureza e água

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

 

A população próxima a Rialma e Ceres, afirma que lá está quase seco. Foram instalados dezenas de motores de grande porte, que retiram milhões de litros de água do Rio Verde, Rio Uru e Rio das Almas para fazer irrigação de plantios de cana da empresa CRV Industrial de Carmo do Rio Verde e com isto, está escoriando as margens dos Rios que cortam e abastecem os municípios.​​ 

O nível do rio e afluentes, são centenas de metros de tubulação de dezesseis polegadas que através de canhões de jato de água realizam a irrigação de áreas plantadas. Em pouco tempo, alguns vão dizer que é tarde demais, que Carmo do Rio Verde, Ceres e Rialma estarão sem água. É gravíssimo o que está ocorrendo, é visível que o nosso rio​​ está​​ sendo degradado por usineiros e moradores, que por falta de educação e descaso​​ de uma​​ fiscalização mais rígida para coibir esses tipos de crimes contra o meio ambiente.

​​ Isso tem assustado os moradores da cidade e zona rural. Para o advogado ambiental​​ e ex-secretário do Meio Ambiente de Pirenópolis, Arthur Abreu, todos esses fatores mencionados acima trarão consequências drástica no futuro. “Acredito que esses motores que fazem o bombeamento das águas para irrigação de lavoura é a principal causa do baixo nível de água. Na nossa região, por exemplo, o Rio não sofrerá intensamente esse reflexo, mas o que nos preocupa é o crescimento desordenado de loteamentos irregulares na Serra dos Pireneus, que faz com que centenas de residências tirem seu abastecimento, dos córregos e afluentes do Rio das Almas, ou até mesmo do próprio Rio. Podemos também mencionar outros fatores que vem contribuindo com esta triste realidade, que são o desmatamento, a instalação de poços artesianos e fossas”, esclareceu Arthur, acrescentando que alguma coisa deve ser feita urgentemente,​​ pois o Rio das Almas é a principal fonte de renda e proporciona qualidade de vida para moradores de várias cidades.​​ Vamos cuidar e preservar o Rio das Almas. Respeite a natureza, pois é dela que tiramos a nossa sobrevivência​​ e garantimos o nosso futuro..

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here