Pequi “superfruto” do cerrado que reduz o colesterol e prevenir queda de cabelo

0
225

Um superalimento é aquele que é rico em nutrientes (especialmente fibras, antioxidantes, ácidos graxos ou vitaminas). Um desses alimentos é aclamado por seu poder de reduzir o colesterol e até prevenir queda de cabelo.

Estamos falando do pequi, nativo da região central do Brasil e amplamente consumido especialmente nas regiões do Centro-Oeste e Nordeste.

O fruto é pequeno, redondo e possui uma casca grossa e espinhosa, que protege sua polpa amarela e carnuda.

Seu sabor é único e marcante, com um aroma forte e característico

Pequi é um superalimento que pode reduzir as taxas de colesterol

Por que o pequi reduz o colesterol?

O pequi é rico em ácidos monoinsaturados; portanto, reduz o nível de cadeias oleosas saturadas em nosso corpo, diminuindo os níveis de colesterol ruim.

Além disso, o pequi é uma fonte de antioxidantes, como as vitaminas A, C e E, que ajudam a combater os radicais livres no corpo.

Os radicais livres podem danificar as células e contribuir para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, incluindo o aumento do colesterol.

Outro ponto favorável do pequi é que ele é uma boa fonte de finras dietética, que é importante para a saúde cardiovascular.

A fibra ajuda a reduzir os níveis de colesterol LDL ao impedir sua absorção no intestino, promovendo assim a excreção do colesterol através das fezes.

Mas o mais surpreendente é que ele é capaz de prevenir a queda de cabelo. Isso se dá por seu alto teor de tacoferol e vitamina A, que faz com que a pele e os cabelos fiquem protegidos pelas propriedades antioxidantes desses compostos.

Quando é que o colesterol está alto?

Os níveis de colesterol considerados adequados devem girar em torno de 200mg/dL.

Quando se situam entre 200 e 239 mg/dL, são considerados ligeiramente elevados, enquanto que valores acima de 240 mg/dL são classificados como altos.

O colesterol pode atingir níveis elevados quando há um desequilíbrio nos níveis de lipídios no organismo.

Isso pode ocorrer devido a uma série de fatores, incluindo dieta inadequada, falta de exercício físico, predisposição genética, condições médicas subjacentes e estilo de vida pouco saudável.

Consequentemente, o excesso de colesterol pode se acumular nas artérias ao longo do tempo, formando placas que estreitam o fluxo sanguíneo e aumentam o risco de doenças cardiovasculares.

Em geral, é recomendável monitorar regularmente os níveis de colesterol por meio de exames de sangue para identificar e gerenciar precocemente qualquer elevação anormal.

O que fazer para diminuir o colesterol?

Para reduzir o colesterol, é importante adotar uma abordagem holística que incorpore uma variedade de estratégias e mudanças no estilo de vida.

Primeiramente, é fundamental ajustar a dieta, optando por alimentos ricos em fibras solúveis, como frutas, vegetais, grãos integrais e legumes.

Além disso, é recomendável limitar a ingestão de gorduras saturadas e trans, presentes em alimentos fritos, processados e ricos em gordura animal.

É essencial incorporar regularmente atividades físicas à rotina, como caminhadas, corridas, natação ou outros exercícios aeróbicos. Isso ajuda a aumentar o colesterol HDL (“bom”) e reduzir o colesterol LDL (“ruim”).

Também é fundamental manter um peso saudável, pois o excesso de peso pode contribuir para o aumento dos níveis de colesterol.

Outras mudanças no estilo de vida também podem ser benéficas, como para de fumar e limitar o consumo de álcool, ambos os quais podem ter um impacto negativo nos níveis de colesterol.

Em alguns casos, pode ser necessário recorrer a medicamentos, como estatinas, que ajudam a reduzir os níveis de colesterol quando as mudanças no estilo de vida não são suficientes para controlá-lo.

Em resumo, uma abordagem mista que inclui dieta saudável, exercícios regulares, manutenção de peso, abstenção de tabaco e consumo moderado de álcool pode ser eficaz para diminuir o colesterol. Fonte; Catraca Livre.

Época do pequiO pequizeiro frutifica de outubro a março, e seu comércio é feito com pouco registro oficial, à base da informalidade. Faz parte da chamada economia invisível.

Novas festas no calendário

O deputado Bruno Peixoto (UB) apresentou uma série de projetos de lei com o objetivo de incluir eventos festivos no Calendário Cívico, Cultural e Turístico do Estado de Goiás, como a que trata do festival da Queima do Alho realizado anualmente no município de Amorinópolis. E a que pede a inclusão no calendário oficial do Festejo do Divino, realizado no município de Luziânia. Além dessas, Bruno solicita a inclusão no calendário das Festas: do Divino Espírito Santo de Itumbiara e em Louvor a Santa Ana, no município de Inhumas.                                                                                                                                                   Em Goiás, o Dia do Pequi é celebrado em 23 de outubro 

Foi sancionada pela Governadoria uma matéria do deputado Gugu Nader (Agir) que institui em Goiás o Dia Estadual do Pequi. Trata-se da Lei Estadual nº 22.229, originalmente projeto de lei nº 1511/23, estabelecendo essa comemoração sempre em 23 de outubro, passando a constar no Calendário Cívico, Cultural e Turístico goiano.

A matéria foi aprovada em dois turnos na Assembleia Legislativa em agosto. Gugu afirma que o pequi é considerado a “estrela da culinária do Estado de Goiás”.

O fruto é nativo do Cerrado, largamente consumido pelos goianos, comumente encontrado em restaurantes regionais e disponível para venda nas Centrais de Abastecimento de Goiás (Ceasa), compondo boa parte da fonte de renda anual de “catadores” e comerciantes.

                                              Parceiro; Pode ser uma imagem de texto que diz "Drogaria do Marcelinho Sempre ® disposicds spopulncdo: a5 popuincss 3331 3331-1515 1515 3331 3331-2495 2495 62)99613-5724 (62)99165-5906 (62) Farmácia Popular"

Está localizada na Avenida Benjamin Constant, número 20.
Os telefones são: 3331-1515, 3331-2495, 99613-5724, 99165-5906 e aceita todos os cartões.
*Obs* A publicidade anexada à matéria, nada tem a ver com o conteúdo. Não se trata de matéria paga, é só uma forma de deixar em evidência os parceiros do site nas redes sociais. Venha ser parceiro do Pirenópolis Online. Seu anúncio vai longe!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here