Copa da Rússia não empolga o pirenopolino, aponta enquete

0
2182

 

C:\Users\Carla\Documents\foto rua matéria.jpg

A abertura da Copa do Mundo da Rússia é amanhã, dia 14 de junho, o que se observa é que o mundial a ser realizado na terra da vodka não despertou o interesse da maioria do povo​​ brasileiro.​​ 

Na busca de identificar o desinteresse do torcedor, em especial o pirenopolino, pela Copa do Mundo da Rússia, o site Pirenópolis Online, realizou algumas entrevistas nas ruas da cidade para “sentir o pulso dos torcedores”. Eles alegam dar pouca importância ao campeonato de seleções, por dois motivos bem relevantes, o maior deles, é ​​ a crise da corrupção dos políticos brasileiros e o outro, é​​ o vexame dos 7 x 1, contra a Alemanha na copa passada, realizada aqui no Brasil.

O pirenopolino está pouco otimista e a ausência de ornamentação nas ruas reflete muito bem o desinteresse​​ das pessoas pelo mundial. O comércio, outro setor que ajuda a acelerar a empolgação do torcedor brasileiro com vitrines coloridas de verde e amarelo, também demonstra certa​​ timidez pelo mundial a ser realizado na terra dos czares.

C:\Users\Carla\Documents\foto franklin.jpg

O estudante e instrutor de musculação, Franklin Xavier, de 22 anos, disse que percebe uma grande diferença deste ano com as copas passadas. “Esse desinteresse é devido à crise que o Brasil tá vivendo atualmente, é tanta​​ corrupção faz com que o brasileiro esteja assim, totalmente desmotivado e sem contar a derrota dos 7 x 1, dentro de casa não dá pra esquecer. Espero que isso mude no decorrer do mundial”, disse o jovem.

C:\Users\Carla\Documents\foto cejane.jpg

A empresária Cejane Godinho, até hoje não acompanhou nenhum desenvolvimento da Copa. “Estou tão alheia com esse torneio que até o início da semana não sabia o dia que ia começar. Isso, não significa que não irei sentar em frente a TV pra assistir aos jogos do Brasil, irei torcer pro​​ meu país sim. O que percebemos, na verdade, é que a mídia usa a copa para abafar os problemas e o senso comum acompanha. Desviam os olhares e mascara os problemas. Usam isso como uma​​ válvula de escape. Lógico que não vou torcer contra, mas vou tentar abstrair. Meu desejo é que o Brasil ganhe”, afirmou.

C:\Users\Carla\Documents\foto gedson.jpg

Para Gedson Oliveira, administrador e produtor, o cenário político atual é mais relevante que jogos de futebol. “Para te falar a verdade nem sei os dias dos jogos do Brasil. Acho que a questão política está tão desastrosa, que não fará com que nós brasileiros a esqueçam nesses dias de disputar. Sem contar que dirigentes da própria Fifa também estão envolvidos no mar de corrupção”, desabafou Gedson.

C:\Users\Carla\Documents\foto guiomar.jpg

De acordo com a vendedora Guiomar Araújo, a população não​​ está motivada pela falta de dinheiro. “A situação tá “russa” mesmo, nem dinheiro para comprar a decoração, o pirenopolino não tem. A corrupção influencia demais e para mim, nunca houve uma crise financeira tão séria como essa, salvo a época das URVs. Independente disso tudo, espero que o Brasil ganhe, mas acho difícil”, disse​​ ela.

C:\Users\Carla\Documents\foto luana.jpg

Luana dos Santos, gerente, o momento político e os 7 x 1, influenciam para essas desmotivação. “Mas acho que se a nossa seleção ganhar os jogos, a empolgação vai aumentar gradativamente. A coisa melhor pro brasileiro agora, é esquecer os problemas. Precisamos ser patriotas, caiu uma vez, levanta e fica em alta novamente e vamos torcer para não cometer os mesmo erros”.

C:\Users\Carla\Documents\foto leandro.jpg

Outro entrevistado foi Leandro Pompeu de Pina, artesão em​​ prata e pedras, conforme sua opinião o país está travado. “Acho que não é só com a copa que o brasileiro etá desmotivado não, vejo isso em todos os setores. O país está parado geral. O brasileiro acordou e percebeu que o futebol não é a coisa mais importante. A​​ copa vai acabar e aí, os problema irão persistir e talvez fique até​​ pior do que já está”.

C:\Users\Carla\Documents\foto davi.jpg

O estudante Davi de Almeida Tovar, de doze anos, quase completou o álbum de figurinhas Fifa 2018. “Eu estou muito empolgado com os jogos, adoro futebol e vou torcer muito pelo Brasil. Eu me lembro do dia do jogo contra a Alemanha,​​ fiquei muito triste, mas essa​​ seleção do técnico Tite promete. Acho que o time está muito forte”, frisou Davi.​​ 

Ao que tudo indica, a insatisfação da sociedade em relação​​ ao momento político, econômico e social que o Brasil atravessa é uma forma de protesto em relação ao descaso do Governo no atendimento desses importantes segmentos.

No entanto, os pirenopolinos acreditam que o cenário desmotivante do torcedor pode mudar​​ durante o transcorrer do mundial caso a seleção canarinho consiga fazer grandes apresentações. Vai Brasil!

 

Veja tabela dos jogos do Brasil:

Primeira fase

17/6, domingo, 15h, Rostov

Brasil x Suíça

22/6, sexta-feira, 9h, São Petersburgo

Brasil x Costa Rica

27/6, quarta-feira, 15h, Moscou

Sérvia x Brasil

Mata-mata (se o Brasil ficar em primeiro no grupo)

Oitavas de final

2/7, segunda-feira, 11h, Samara

Brasil x 2° F (Alemanha, México, Suécia ou Coreia do Sul)

Quartas de final

6/7, sexta-feira, 15h, Kazan

Brasil x G1 ou H2

Semifinal

10/7, terça-feira, 15h, São Petersburgo

Brasil jogaria sem o mando de campo

Disputa pelo terceiro lugar

14/7, sábado, 11h, São Petersburgo

Brasil jogaria com mando de campo

Final

15/7, domingo, 12h, Moscou

Brasil jogaria com mando de campo

Mata-mata (se o Brasil ficar em segundo no grupo)

Oitavas de final

3/7, terça-feira, 11h, São Petersburgo

F1 (Alemanha, México, Suécia ou Coreia do Sul) x Brasil

Quartas de final

7/7, sábado, 11h, Samara

Brasil x H1 ou G2

Semifinal

11/7,​​ quarta-feira, 15h, Moscou

Brasil jogaria com o mando de campo

Disputa pelo terceiro lugar

14/7, sábado, 11h, São Petersburgo

Brasil jogaria sem mando de campo

Final

15/7, domingo, 12h, Moscou

Brasil jogaria sem mando de campo

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here