A atriz Ana Isabela Godinho depois de atuar em novela da Rede Globo, está em Pirenópolis gravando filme sobre violência doméstica

0
676

 

Nenhuma descrição disponível.

Depois de passar alguns anos no eixo Rio – São Paulo, a atriz pirenopolina Ana Isabela Godinho está de volta à cidade, gravando o filme independente Eu Trouxe Flores. As locações estão sendo gravadas em Pirenópolis e Anápolis, com estreia prevista nos meios digitais para o mês de Março, na semana do Dia Internacional da Mulher.
A ideia do filme surgiu no ano passado, em meio à pandemia do novo coronavirus, quando percebeu-se uma elevação dos índices de violência doméstica contra a mulher. Esse assunto está sendo destaque nos meios de comunicação do mundo inteiro. “Agressões físicas, psicológicas e feminicídios, foram as situações que nos levaram a pensar um filme que pudesse levantar uma discussão na sociedade através do meio digital, conta a equipe do filme”.
A protagonista é Ana Isabela Godinho(27), nasceu em Pirenópolis e teve uma passagem marcante nas novelas da Rede Globo, quando atuou na novela Pega Pega, onde viveu a inspetora de polícia, Nina, personagem que projetou o talento da atriz goiana para o Brasil inteiro. Ao lado de Ana, está o ator anapolino Eduardo Rosário(37), que em 2019 ganhou destaque no cinema nacional com o filme quase apocalíptico Under the Sun, tratando da escassez de água potável e degradação do Cerrado. Com dezenas de nomeações, Under the Sun se tornou um dos filmes nacionais mais premiados em 2019 e foi exibido em 26 cidades de 4 continentes. Ana Isabela frisa que o filme é completamente independente. “Estamos muito felizes com este projeto que é todo voltado para as redes sociais. Nossa intenção é ajudar o maior numero de mulheres possíveis que sofrem com este tipo de agressão”, completou.

Sinopse

EU TROUXE FLORES se passa no período de pandemia e conta a conturbada história
do casal Eliza e Mamedio. Publicamente, formam o casal perfeito, mas dentro de casa, a realidade é outra. Depois de alguns anos de convívio, Eliza se vê numa relação abusiva, sofrendo por parte de Mamedio, agressões verbais e psicológicas. Ela teme que o pior aconteça, entretanto não consegue colocar um fim na relação. Mamedio perdeu sua mãe para o coronavirus e fez disso um dos motivos para explicar os momentos mais recentes de agressividade. Enclausurados em casa, e sem a necessidade de manter as aparências, os dois terão que decidir como essa história vai terminar.

Apesar de ser uma ficção, o enredo é inspirado em casos reais. Num momento onde muitas pessoas estão ávidas por conteúdos digitais, EU TROUXE FLORES quer provocar ampla discussão sobre o tema, chamando para a conversa não apenas as mulheres, mas também os homens. Mais do que entretenimento, esse filme é uma ferramenta de conscientização e de informação, enfatiza a equipe.

As produtoras Gato do Mato e Móvio Filmes, são as responsáveis pela obra que começou em Novembro de 2020, e vai se estender até Março de 2021, quando o filme deve ser lançado nas plataformas digitais.

Acesse as redes sociais do filme e saiba mais https://www.instagram.com/filmeeutrouxeflores/

Parceiro:

Pode ser uma imagem de uma ou mais pessoas e texto que diz "ACADEMIAFM FORÇA& MÚSCULO"

R. Benedito Pina, Nº 8 , Centro.
☎️ (62) 3331-2154
Fale com a FM pelo WhatsApp ⤵️ whats.link/academiafm

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here