Pirenópolis está em processo de se tornar Patrimônio Mundial reconhecido pela Unesco

0
242

Foto: @bilupiri

Pirenópolis está no processo de se tornar referência mundial. A prefeitura iniciou as tratativas para que a cidade seja reconhecidas pela Organizações das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) como Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade.

A cidade está em pré-campanha para receber o título, estão na fase do diálogo e articulações e já obtiveram uma sinalização positiva do Iphan. Essa nova investida ocorre 32 anos após Pirenópolis ter sido tombada pelo órgão, pelo seu conjunto arquitetônico, urbanístico, paisagístico e histórico.

O reconhecimento nacional foi em 10 de janeiro de 1990. Pirenópolis foi um dos primeiros municípios de Goiás, o antigo povoado de Meia Ponte. Possui diversos casarões e igrejas do século XVIII e encantando moradores e visitantes. São edificação como Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário, construída entre 1728 e 1732, as igrejas de Nossa Senhora do Carmo (1750 – 1754) e a Igreja Nosso Senhor do Bomfim (1750-1754).

Além das igrejas, a cidade conta com uma beleza arquitetônica diversificada, que mescla estilos. O Teatro de Pirenópolis é de estilo híbrido, entre o neoclássico (1899). Outro exemplar é o Cine Teatro Pireneus, em estilo art-déco (1919).

Pirenópolis é famosa também por sua belezas naturais, com dezenas de cachoeiras, a Serra dos Pirineus, um dos pontos mais altos de Goiás e também é palco de festas e tradição, tendo as Cavalhadas de Pirenópolis como principal manifestação cultural.

Toda essa riqueza deverá constar em um dossiê que está em fase de elaboração pela prefeitura. “Estamos nos preparando para apresentar um inventário para o Iphan para avaliação e posteriormente faça o pedido à Unesco. Só então de fato começa a candidatura. Além do reconhecimento em si, o título poderá dar a cidade outros benefícios. Existem diversas políticas públicas direcionadas às cidades que são patrimônios mundiais. Um vez que Pirenópolis consiga esse título, irá favorecer bastante, com um trabalho ainda maior de preservação do patrimônio histórico e imaterial”, disse o secretário de Turismo, Ronaldo Félix.

O superintendente do Iphan-Go , Allysson Cabral, destacou a importância da iniciativa. “O que torna o conceito de Patrimônio Mundial é a sua aplicação universal, os locais com esse título pertencem a todos os povos do mundo”. No entanto, ele pontua que um bem cultural, para chegar a ser reconhecimento como patrimônio da humanidade, passa por uma série de critérios. “O Iphan tem grande interesse nesse título internacional para o município é está à disposição da Prefeitura de Pirenópolis, como também vai participar diretamente com as orientações técnicas necessárias para o pleito e conquista deste importante título para s cidade e para os pirenopolinos”, garantiu Cabral.

Via O popular editado por Carla Adriana às 07h24

Parceiro:

Nenhuma descrição de foto disponível.

Laboratório Pasteur
Telefone:(62) 3331-1655
Av. Anduzeiro, Qd. 08, Lt. 10, Ed. China, Sala 2 – centro 72980-000 Pirenópolis, GO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here