Bailarina goiana é indicada para ‘Oscar’ do balé na Rússia

0
883

Bailarina goiana é indicada para 'Oscar' do balé na Rússia

Amanda Gomes, de 22 anos, bailarina goiana que compete por 'Oscar' do balé durante apresentação do espetáculo Esmeralda (Foto: Ramis Nasmiev/Divulgação)

 

A bailarina goiana Amanda Moraes Gomes, de 22 anos, é uma das indicadas para o prêmio internacional Benois de la Danse, realizado em Moscou, na Rússia. A premiação é conhecida popularmente como o "Oscar" do balé, por ser uma das mais importantes e reconhecidas do mundo.

O prêmio existe desde de 1992. A premiação ocorrerá nos próximos dias 5 e 6 de junho, no palco do Teatro Bolshoi em Moscou. Amanda compete pela performance no espetáculo "Esmeralda", no qual dança como solista. O balé conta a história de uma cigana desejada por muitos homens e que é falsamente acusada de homicídio, misturando a alegria e leveza da personagem com o drama intenso e trágico que ela vive.

A bailarina conta que ficou muito feliz ao saber da indicação. Para ela, foi uma surpresa especial ser nomeada para o prêmio com as demais candidatas. Independentemente do resultado final, ela conta que aguarda com boas expectativas o momento de dividir o palco com profissionais que ela admira. Conforme Amanda “o mais importante é poder concorrer com essas bailarinas de nível altíssimo. Elas são bailarinas de classe em que eu mesma me inspiro há muito tempo." Com apenas 22 anos, ela é a competidora mais jovem, enquanto as demais concorrentes têm entre 28 e 38 anos. Além da nomeação precoce, Amanda conta que ficou especialmente surpresa em ser nomeada pela performance no balé "Esmeralda", experiência que ela considerou desafiadora na sua carreira.

“É um balé muito difícil. Tem o início muito alegre, então tem que saber interpretar, tem que ter técnica, tem que ter emoção. Depois, ao longo da história, tem partes bem dramáticas também. Para mim foi uma experiência bem interessante”, relatou.

Já há quatro anos morando na Rússia para dançar profissionalmente e com nove premiações internacionais, Amanda recorda que se apaixonou pela dança ainda criança. Depois de anos dançando profissionalmente, ela vê o prêmio como uma das grandes realizações da carreira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here