Alto da Lapa: bairro com boa estrutura e grandes problemas, como uso de drogas e perigo no trânsito

0
1017

C:\Users\Carla\Documents\trevo lapa.jpg ​​​​ C:\Users\Carla\Documents\lapa caminhão.jpg​​ C:\Users\Carla\Documents\lapa br.jpg

C:\Users\Carla\Documents\lapa apasseio.jpg

​​ C:\Users\Carla\Documents\lapa praça.jpg​​ 

As fotos acima são dos lugares onde ocorrem os problemas mencionados pelos moradores.

C:\Users\Carla\Documents\lapa colégio.jpg

Escola Estadual Ermano da Conceição

Posto de Saúde

Segundo levantamento da prefeitura, Pirenópolis possui 18 bairros, totalizando​​ 22.400 habitantes, de acordo com o último senso do IBGE, realizado em 2010. Um desses bairros, se destaca pelo crescimento populacional e pela grande oferta por moradia e diversos pontos comerciais. O Alto da Lapa é considerado um bairro bom para se viver, pois possui uma ótima estrutura logística e oferece comodidade aos moradores na hora de quitar seus débitos, realizar suas compras e até mesmo fazer transações bancárias, em órgão públicos. Possui também uma escola de destaque que é a Escola Estadual Ermano da Conceição​​ e um Posto de Saúde,​​ mas com relação à segurança no tráfego e no policiamentos ostensivo deixa a desejar.

Os moradores entrevistados apontaram que acidentes acontecem corriqueiramente na​​ rodovia​​ GO​​ – 431, ela corta o bairro e possue tráfego intenso de veículo pesados e​​ em alta velocidade, não possuem acostamento, nem calçadas para os pedestres transitarem,​​ obrigando-os a irem para avenida. Outro fator​​ muito mencionado,​​ foi a falta de rondas policiais, o que segundo os moradores, favorece os assaltos e uso de drogas explicitamente, nas ruas e praças.

Para os moradores, mesmo com essa diversidade de oferta de serviços básicos, é necessário melhorias urgentemente. Basta dar uma olhava superficial, para perceber a enorme carência de sinalização, vertical, como semáforos e placas e horizontal, como na colocação de mais faixas de segurança e limite de velocidade.

O site Pirenópolis Online buscou soluções na prefeitura, mas esta disse que não pode fazer nada para amenisar os transtornos, alegando que a GO – 431 é administrada pela Agetop. Ligamos para a Agetop e esta disse que não tem nada previsto para o momento.

C:\Users\Carla\Documents\lapa maria.jpg

Para a professora Maria José Alves Batista, que mora no bairro desde que nasceu, a estrutura do bairro é boa, a convivência com vizinhos é amigável, mas a segurança no trânsito está deixando a desejar. “Olha, o risco que passamos aqui pra estacionar, entrar na escola e se locomover na região do trevo é muito grande. Inclusive, passamos a usar a entrada lateral da escola e não a principal, para diminuir o riscos de acidentes, mas mesmo assim, percebo que se o poder público não agir logo, outros acidentes acontecerão nessa região e quase toda semana acontece acidentes aqui uns são fatais e outros nem tanto”, frisou Maria.

C:\Users\Carla\Documents\lapa zezico.jpg

Outro morador José Amâncio da Luz, apelidado como Zezico, garante que o bairro é completo. “Moro aqui desde que nasci. O bairro cresceu muito rápido e hoje encontramos tudo perto, supermercados, sacolões, com a instalação do Vapt-Vupt melhorou ainda mais. Não precisamos deslocar até o centro pra pagar a contas, faço tudo na Lapa. Percebo que temos dois problemas graves no bairro, um é o perigo constante neste rodovia, os carros trafegam com uma velocidade muito alta e não tem acostamento, nem calcadas. As pessoas tem andar no meio da rua. Outra coisa que me deixa triste e perceber menino que vi crescer​​ entrar na droga e isso eu vejo no meio da praça”, lamentou Zezico.

C:\Users\Carla\Documents\lapa meninas.jpg

As jovens Jéssica e Thaysa, moram na Lapa há 20 anos, desde que nasceram. “Acho esse bairro bem abastecido de supermercados, é bom pra morar. É muito alegre, tem muitas festas e trabalho e estudo perto de casa. Mas achamos que essa rodovia deveria ser mais sinalizada e com mais quebras molas”, frisou Jéssica.

C:\Users\Carla\Documents\lapa luciano.jpg

De acordo com​​ Luciano Gomes Castro, agente ambiental, morar​​ na Lapa é​​ tranquilo, mas​​ possue​​ alguns pontos críticos,​​ como nas imediações do trevo e em algumas ruas e avenidas. “Os problemas maiores que vejo, são: o perigo iminente de acidentes no trânsito e o alto consumo de drogas em céu aberto, nas ruas e praças”, salientou o agente.

 

 

 

 

 

 

 

 ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​​​  ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​ ​​​​