Estudantes da zona rural de Pirenópolis são prejudicados com estradas sem manutenção que viram lamaçal e ponte caida há mais de 3 anos substituída por pinguela

0
174

Durante esse período de chuvas, os estudantes que moram na zona rural de Pirenópolis, estão sendo obrigados a descer dos ônibus que fazem o transporte escolar, por causa das péssimas condições de trafegabilidade das estradas vicinais. Outro ponto bastante citado durante a reportagem, é sobre a travessia de Lagolândia para Vila Propício. “Após a queda da ponte em Novembro de 2021, todas as pessoas atravessam sobre uma pinguela improvizada”, disse um morador.

No decorrer desta semana, um micro-ônibus escolar atolou em uma estrada de Pirenópolis e os alunos precisaram ajudar a retirar o veículo da lama. Um vídeo que está circulando na internet, mostra os estudantes ao lado do escolar carregando pedras para colocar no buraco da estrada.

Após os ônibus escolares atolarem na lama diversas vezes, Prefeituta de Pirenópolis ironiza em nota: “ainda que seja com dificuldade, os estudantes estão indo à escola todos os dias normalmente e esse problema acontece principalmente no período das chuvas”

Um agricultor questiona até quando a população da região vai sofrer risco de queda e morte neste local? “O que esperam?”.

Nas imagens, é possível ver que os estudantes estão descalços e usam os pés para assentar as pedras. O vídeo também mostra uma cratera na estrada conhecida como “estrada velha”.

As mães de alguns dos alunos disseram que o caso tem acontecido com frequência, tanto na ida, quanto no retorno da escola, principalmente nesses dias de chuva.

Em nota, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) disse que o transporte escolar dos alunos da rede estadual é realizado por empresa terceirizada e que o “Governo de Goiás não repassa recursos para a prefeitura para a manutenção do transporte escolar e que as condições das estradas são ruins, principalmente no período das chuvas e que“, conforme informações da Gerência de Transporte Escolar da Seduc Goiás, a estrada é de responsabilidade do município.

Em comunicado emitido à imprensa, a Prefeitura de Pirenópolis disse que transporte escolar dos alunos da rede estadual é realizado por empresa terceirizado e que, “ainda que seja com dificuldade, os estudantes estão indo à escola todos os dias normalmente”, ressaltando que “as condições das estradas são ruins, principalmente no período das chuvas”.

A Goinfra disse que é uma estrada vicinal e por isso é de responsabilidade do município, mas caso o município precise de ajuda, o estado pode oferecer apoio por meio do Programa Goiás em Movimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here