“Vamos mudar o conceito da mobilidade urbana em Pirenópolis. Tudo será reconstruído e restaurado”, garantiu secretário. A estimativa de gastos é de mais de R$ 7 milhões

0
348

Foto: @conexãopiri

Não é de hoje que os moradores e visitante de Pirenópolis, vem reclamando das ruas excessivamente esburacadas, sem manutenção a um bom tempo, com crateras enormes e motoristas irritados. O cenário visto na cidade é de entristecer qualquer pessoa e deixa a população reclamando da falta de providência da administração pública. Calma! A notícia abaixo é muito boa!

O Secretário de Meio Ambiente e Urbanismo César Augusto Triers, explicou tudo em entrevista durante esta semana. Primeiramente, ele ressaltou que o tema é bastante sensível e esclareceu de forma bem clara qual o posicionamento da Administração. “Não será feita uma operação tapa – buracos. Estudos nos mostraram que simplesmente fazer uma operação tapa  – buracos nesta situação que se encontra nossa malha viária, é jogar dinheiro fora.  Não adianta, nossas vias, nossas ruas foram feitas sem estrutura de galeria de águas pluviais, sem escoamento, ou seja, a água passa realmente por cima. Diante destes estudos, elaboramos uma série de projetos e programas de intervenção na mobilidade urbana que compõe o seguinte: na maioria das vias o tapa – buracos é apenas primeiro passo no processo de recomposição. Depois de tapar os buracos, será feito o recapeamento por cima. Em outras vias, não adianta fazer isso, então será arrancado todo material e colocado outro. Elas  serão reconstruídas. Em outras situações, não adiante asfalto, então colocaremos pé – de – moleque e bloquetes”, explicou.

César disse também que a intenção da atual gestão é intervir na mobilidade urbana de Pirenópolis. “O projeto já está pronto, a  estimativa de gastos é muito alta, mais de R$ 7 milhões. Será feito primeiramente a correção de asfalto., as demais intervenções onde não cabe intervenção asfáltica, colocaremos bloquetes. Tudo será feito dentro de toda atual  gestão, em determinados locais colocaremos pedrinhas e em outros locais concreto. Resumindo, melhorias na mobilidade urbana em Pirenópolis serão feita durante toda a gestão a partir de agora”.

Conforme César, os projetos já estão prontos e foram encaminhados para licitação, posteriormente inicia as expedições dos editais para colocar em prática. “Até o final do mandato, vai mudar o conceito da mobilidade urbana em Pirenópolis” garantiu o secretário, frisando mais uma vez que não adianta fazer tapa – buracos, “isso é jogar dinheiro fora. Faremos alguma coisa definitiva, pra resolver. A  intenção é essa. É esse o motivo da demora. Estávamos resolvendo através de estudos e pesquisas achar a melhor solução e que tenha também uma viabilidade orçamentária. Não adianta querermos fazer uma coisa que não temos condições financeiras. Então é isso: os projetos já estão no setor de licitação. Estão sendo elaborados os editais e nos próximos dias laçaremos os programas de mobilidade urbana, que envolve: reconstrução asfáltica, implantação de pedrinhas- pé – de – moleques e concreto. A definição das ruas está nos programas.

No final ele disse que dentro do cronograma, a intervenção asfáltica será feita dentro de seis meses. A colocação de pedrinhas e concreto, que se trata de um trabalho quase que artesanal será feita em várias frentes de obras definidas pela administração.

 

Parceiro:

Pode ser uma imagem de texto que diz "回大同 미” Pirenopolina PAX Familia apoiando familias GRUPO SENAP Com Você em Todos os Momentos"

Conheça os convênios, planos e faça parte do melhor plano de assistência familiar da região na Pax Pirenopolina.
Telefone: (62) 3331-3556.
Endereço: Av. São Paulo – centro, em frente ao cemitério.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here