Este ano, pela segunda vez Festa do Morro está vetada

0
320

Fotos: Henrique Ferrera

FOTO_MORRO2-B_WEB

Idealizador da romaria, Cristóvam José de Oliveira

IESA - Festas PopularesA Festa do Morro - Pirenópolis/G

(Fotos: Arquivo de Família)

FOTO_MORRO1-B_WEB

Padre Augusto, com os filhos de Christovam, Caramuru e Vera (Foto: O Popular)

Pelo segundo ano consecutivo, devido a pandemia, não acontecerá a Festa do Morro conforme tradição de 94 anos, mas os filhos de Christovam José de Oliveira, a Associação de Romeiros dos Pireneus e Padre Augusto, inauguram o projeto de instalação de placas em homenagem ao idealizador ao longo da Via Sacra da Romaria do Pireneus.

Na última quarta – feira (21), com a presença dos filhos de Cristóvam José de Oliveira, Vera de Oliveira, de 92 anos e Caramuru de Oliveira, de 89 anos, e a Associação de Romeiros dos Pireneus, iniciou a instalação de placas em homenagem ao idealizador da romaria. Consta no projeto, a colocação de 14 placas ao longo da Via Sacra, batizada de Passos de Christovam. Inicia na Igreja do Bonfim, aos pés do morro e vai até a Capela da Santíssima Trindade, no Pico dos Pireneus. A associação de Romeiros dos Pireneus reforça a importância da celebração como manifestação cultural religiosa

Nas placas, tem informações sobre a história da romaria, imagens e frases ditas pelo seu criador, além de trechos do Hino dos Pireneus, composto em 1934, por D. Aquino Corrêa. Os acampamentos no Parque Estadual da Serra dos Pireneus estão proibidos.

Festa do Morro Vetada

A tradicional Festa do Morro, acontece desde o início do século XX, sempre na semana de lua cheia do mês de julho está proibida.

Ela faz parte de uma tradição religiosa dos moradores da cidade que, todos os anos, sai em procissão rumo ao Pico dos Pireneus, rezando em cada cruz distribuída ao longo da subida, de cerca de 20 km.

Além disso, os devotos e amantes da festa, nos anos anteriores, acampavam no local durante os 3 dias de celebrações, com missas, rezas, procissões, além de almoços e lanches oferecidos pelo(a) festeiro(a) do ano. A Festa do Morro surgiu em função da Romaria em Louvor à Santíssima Trindade, que acontece desde o século XX (+- 1927), quando devotos carregam uma imagem da Santíssima Trindade em um andor da cidade até o Pico dos Pireneus, cerca de 20km, sempre no dia da lua cheia do mês de julho.

O ápice do evento é na tarde do domingo, quando uma multidão espelhada nos arredores da capelinha, num dos pontos mais altos do cerrado brasileiro, para contemplar o por do sol e o nascer da lua simultaneamente, com um frio intenso. É um espetáculo de encher os olhos e a alma!

Nenhuma descrição disponível.

Parceiro:

Pode ser uma imagem de texto que diz "Buteko Chaguinha do Pirenópolis/GO"

BUTEKO DO CHAGUINHA
Av. Meia Lua, Qd 01 – Lt. 34 – Jardins Pireneus, Pirenópolis – GO
Abre de Quarta a Domingo, em horários alternados:
Quarta a Sexta das 16h00 às 23h00
Sábado e Domingo das 12h00 às 23h00
Telefone: (62) 98553-1934

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here