Segundo assessoria, João do Léo diverge de governador quanto à proposta de “lockdown” alternado

0
1013

Foto: Brígida Fátima G. de Melo

O governador Ronaldo Caiado (DEM) pediu apoio a prefeitos para o fechamento do comércio por 14 dias. Ele informou que um decreto complementar irá definir quais atividades devem parar. No entanto, apesar da orientação do governo, cada prefeito tem autonomia para decidir qual medida adotará no combate ao coronavírus e o prefeito de Pirenópolis, João Batista Cabral, disse através de sua Assessoria de Imprensa que não irá aderir ao decreto, já que tem poder de decisão.

A declaração de Caiado foi dada hoje, após a Universidade Federal de Goiás (UFG) divulgar um novo estudo que estima um colapso hospitalar em julho, com a necessidade de 2 mil leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e 18 mil mortes por Covid-19 até setembro. A UFG propôs a estratégia chamada 14 por 14, ou seja, o comércio ficaria fechado 14 dias, e, posteriormente, 14 dias em funcionamento, até a estabilização dos casos de coronavírus.

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Pirenópolis informou que o município não vai aderir à quarentena intermitente proposta pelo governo estadual, justificando que a cidade está seguindo à risca todos os protocolos de segurança, mantendo casas de aluguel, hotéis e restaurantes fechados e que, como vem tendo resultados satisfatórios, vai manter o comércio varejista funcionando dentro dos horários já estabelecidos.

Em recente relatório, a UFG propôs a estratégia chamada 14 por 14, ou seja, o comércio ficaria fechado 14 dias, e, posteriormente, 14 dias em funcionamento, até a estabilização dos casos de coronavírus. A UFG afirma que o ideal seria o fechamento completo, o chamado lockdown, para reduzir ao máximo a quantidade de óbitos. De qualquer forma, a estratégia 14 por 14 salvaria, em média, 9 mil vidas até setembro, segundo a universidade.

Amanhã (30),a reportagem do jornal Pirenópolis Online tentará entrar em contato com o prefeito João do Léo pessoalmente..

Entenda o que é lockdown

Embora não tenha uma definição única, o lockdown é, na prática, a medida mais radical imposta por governos para que haja distanciamento social – uma espécie de bloqueio total em que as pessoas devem, de modo geral, ficar em casa.

Veja as diferenças dos termos relacionados à reação à pandemia de Covid-19:

  • Isolamento social – é, em princípio, uma sugestão preventiva para todos para que as pessoas fiquem em casa
  • Quarentena – é uma determinação oficial de isolamento decretada por um governo
  • Lockdown – é uma medida de bloqueio total que, em geral, inclui também o fechamento de vias e proíbe deslocamentos e viagens não essenciais.

*Com informações de G1GO

Parceiro:

Nenhuma descrição de foto disponível.

Aberta de 06h00 às 20h00
Rua Benedito Pina, 8
(62) 3331-2154

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here